Header Ads

SEJA BEM VINDOS AO NOSSO SITE! MARCOLÂNDIA EM ALERTA

Trabalhador terá que contribuir 49 anos para receber 100% da aposentadoria


Para receber 100% do valor da aposentadoria, o trabalhador brasileiro terá, na prática, que contribuir para o INSS por 49 anos, segundo a proposta de reforma da Previdência apresentada pelo governo.
A proposta do governo estabelece omínimo de 65 anos de idade e 25 anos de contribuição para poder se aposentar. Porém, esses 25 anos de contribuição dariam direito a só 76% do valor da aposentadoria.
Esse percentual subiria gradativamente: a cada ano a mais de contribuição, o trabalhador teria direito a um ponto percentual a mais. Como a diferença de 76% para 100% é de 24 pontos percentuais, são necessários 24 anos de contribuição. Somando os 25 obrigatórios aos 24 adicionais, são 49 anos de contribuição.
Para que uma pessoa pudesse se aposentar aos 65 anos recebendo 100% do valor, por exemplo, teria que ter começado a contribuir para o INSS aos 16 --que é, justamente, a idade mínima para contribuição. 
Atualmente, o brasileiro começa a contribuir com o INSS aos 23 anos, em média, segundo dados do Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados), do Ministério do Trabalho.
Essa média, porém, leva em conta apenas os trabalhadores com carteira assinada, e não aqueles que contribuem voluntariamente com o INSS. A Secretaria da Previdência afirma que não tem dados de idade média que incluam essas pessoas.
Considerando essa idade média, quem começar a trabalhar aos 23 só se aposenta com 100% da renda aos 72 anos (23+49).
Os pontos da reforma da Previdência foram explicados pelo secretário da Previdência Social, Marcelo Caetano, nesta terça-feira (6). A PEC (Proposta de Emenda à Constituição) que trata do tema foi protocolada na noite de ontem no Congresso e publicada hoje no Diário Oficial da União.
O valor mínimo da aposentadoria continuaria sendo o salário mínimo em vigor, segundo a proposta. O mesmo não vale para pensão: poderá ser menor do que o mínimo.
Mínimo de 65 anos para todos
Mínimo de 67 anos até 2060
O governo propõe igualar a idade mínima de 65 anos para homens e mulheres, segurados do INSS e servidores públicos, trabalhadores rurais e urbanos e também para políticos e detentores de cargos eletivos. 
A exceção será para deficientes físicos e trabalhadores em condições insalubres, que continuarão com regras especiais.
Militares ficaram de fora da reforma --mudanças para as Forças Armadas devem ser propostas depois, em um projeto de lei, segundo o governo.
Essa idade mínima de 65 anos não será fixa: deve subir pelo menos duas vezes até 2060, chegando a 67 anos, propõe o governo.
Postar um comentário

Postagem em destaque

Casal e executado a tiros dentro de casa em Caldeirão Grande

Um casal foi executado a tiros dentro de casa na cidade de Caldeirão Grande do Piauí, distante 424 km de Teresina. A divulgação das vítimas...

Postagens populares

Tecnologia do Blogger.