Header Ads

SEJA BEM VINDOS AO NOSSO SITE! MARCOLÂNDIA EM ALERTA

A “Falecida” Que Ganhou A Eleição E Virou Prefeita


Localizada a 360 km do Recife, às margens do rio Pajeú, com apenas 5.749 habitantes, a pequena Calumbi já entrou para o folclore nacional dos casos pitorescos reproduzidos pelas urnas das eleições municipais deste ano. Ali, por uma diferença de 598 votos, Sandra da Farmácia, do PT, pôs abaixo uma oligarquia, mesmo enfrentando a terrível contrapropaganda de que havia morrido. “Meus adversários espalharam a versão da minha morte e imploravam nos comícios para não se votar numa defunta”, relembra a petista.

Aos 52 anos, Sandra Magalhães, que ganhou o codinome de “Sandra da Farmácia”, por ser proprietária de um estabelecimento do segmento, enfrentou problemas de saúde ao longo dos 45 dias de campanha e teve que implantar, em caráter emergencial, três pontes de safena. A cirurgia foi feita num hospital do Recife, mas como ela demorou a regressar, por recomendação médica, o grupo do prefeito Erivaldo José da Silva (PSB), conhecido como Joelson, infernizou a cabeça do eleitorado com a notícia de que ela morrera.


VivinhaSandra só reapareceu “vivinha da silva” faltando 15 dias para a eleição. Na prática, quase não fez campanha de rua. Enquanto esteve ausente foi substituída pelo marido, o ex-vereador Arnaldo da Emater. “Eu tive que ir de casa em casa para explicar às pessoas que Sandra estava viva, bem de saúde e que logo voltaria para os braços do povo”, disse Arnaldo. Para ele, quanto mais os adversários espalhavam a versão da morte da sua esposa, mais crescia o desejo do povo de votar nela.
Em meio às especulações sobre o seu estado de saúde, Sandra teve que gravar um vídeo, ainda em recuperação, na UTI, para ser mostrado nos comícios que havia se submetido à cirurgia de forma bem-sucedida e logo voltaria para continuar sua campanha. Na chegada, faltando 15 dias para o pleito, seus aliados organizaram uma carreata para recebê-la na cidade com uma grande festa. “Fiz uma campanha na reta final muito discreta e temerosa, indo, inclusive, para o comício de encerramento”, lembra a petista.

DesabafoAgora, já plenamente recuperada, Sandra desabafa: “Para mim, foi uma sensação muito estranha, estando viva e sendo tratada como morta no meu município”, relatou. Nas urnas, apesar de todas as crueldades, a adversária Aline Cordeiro, filha do atual vice-prefeito João Mocó, uma das principais lideranças ligadas ao prefeito, levou a pior, amargando uma das maiores derrotas já sofridas pelo grupo.
Na contagem final, Sandra obteve 2.829 votos contra 2.231 (43,32%) da candidata da situação, correspondente a 54.93% dos votos válidos. Arnaldo Moura, do PRB, teve apenas 90 votos. Brancos somaram 81 e 271 eleitores optaram por anular o voto. A abstenção, que geralmente é muito alta, se manteve em 19,8%.


Da Folha PE


Postar um comentário

Postagem em destaque

Pitbull é morto a tiros após atacar criança na Zona Norte de Teresina

Um criança de oito anos ficou seriamente ferida após ser mordida por um cachorro na rua 9 da vila Padre Eduardo, zona Norte da capital. ...

Postagens populares

Tecnologia do Blogger.