Header Ads

SEJA BEM VINDOS AO NOSSO SITE! MARCOLÂNDIA EM ALERTA

Quadrilha armada rouba R$ 20 mil de Correios na zona Sul: O grupo chegou a pé e fugiu correndo após render cerca de 30 pessoas que estavam na agência. Polícia investiga.

Três homens armados realizaram um assalto à agência dos Correios localizada na rua 13 de maio, no bairro Vermelha, zona Sul de Teresina. Os acusados levaram cerca de R$ 20 mil em dinheiro, além de pertences de servidores e clientes.


“Eu estava saindo para rua quando os assaltantes apareceram e mostraram as armas dizendo que era um assalto. Cada pessoa que chegava à agência, eles mandavam entrar”, informa o carteiro Willame Freitas. 

Agentes da Rone, policiais militares e Ronda Cidadão foram acionados para atuar no caso. Segundo informações da polícia, a ação aconteceu por volta das 14h30 desta quinta-feira (02) e durou cerca de 10 minutos. 


A agência funciona como centro de distribuição. Os três homens chegaram a pé e de cara limpa. Após o assalto, o grupo saindo correndo. Cerca de 30 pessoas estavam na agência no momento da ação.

“O Sindicato dos Trabalhadores vai entrar com ação de indenização contra os Correios porque isso foi um acidente de trabalho. O dever dos Correios é garantir a segurança dos trabalhadores”, disse José Rodrigues, vice-presidente do sindicato.


Esta não foi a primeira vez que esse centro de distribuição dos Correios é assaltado. A última abordagem aconteceu no dia 23 de dezembro de 2011. 

Dados sobre violência
O vice-presidente do Sindicato dos Trabalhadores dos Correios informou que apenas no ano passado 47 agências foram assaltadas no Estado. Até o momento, sete assaltos foram realizados apenas em 2012.


Da Redação

Imepi realiza operação Folião para fiscalizar produtos de carnaval

O Instituto de Metrologia do Piauí (IMEPI) dará início na próxima segunda-feira (06) a Operação Carnaval. Serão intensificadas a fiscalização de 12 tipos de produtos, entre eles: preservativos masculinos, confetes, serpentinas, máscaras, fantasias e adereços comercializados nesse período. 

De acordo com a metrologista Dóris Sandra, serão envolvidos os setores de Pré-medidos e Qualidade e inicialmente a ação ocorrerá em Teresina, em lojas de conveniência, farmácias, motéis e sex shops (no caso dos preservativos) e lojas que comercializam produtos carnavalescos. Posteriormente, os comércios do interior do Estado também serão fiscalizados.

“Mesmo com o intenso trabalho de fiscalização, ao comprar preservativos é importante que o consumidor faça sua parte, observando a presença do selo do Inmetro na embalagem, além da data de validade, número do lote, identificação do fabricante e se as instruções de uso estão corretas. Caso contrário, o uso do produto é desaconselhável, podendo causar danos à saúde”, informa Messias Júnior, diretor geral do Imepi. O cuidado vale para os preservativos de fabricação nacional, importados e inclusive aqueles distribuídos gratuitamente pelo Sistema Único de Saúde (SUS). 

Os produtos carnavalescos (confetes, serpentinas, máscaras, adereços) serão analisados no aspecto quantitativo e nas fantasias será observada a indicação da composição têxtil. No caso de irregularidades, os fabricantes poderão receber multa que varia de 1 a 60 salários mínimos.  

A Operação Carnaval acontece simultaneamente em todo o país, de acordo com o calendário do Instituto Nacional de Metrologia, Normalização e Qualidade Industrial (INMETRO) e acontecerá até o dia 16 de fevereiro. 

Da Redação

Em nota, MP nega ter recebido ofício do TCE sobre contas da Alepi

O Ministério Público do Piauí divulgou nota nesta quinta-feira (2) negando ter recebido comunicação do Tribunal de Contas do Estado - TCE - sobre o processo de investigação das contas da Assembleia Legislativa em 2008 e 2009. No final de janeiro, a Associação Piauiense do Ministério Público divulgou que uma recomendação do Ministério Público de Contas do Piauí já havia sido enviada à Procuradoria Geral de Justiça, recomendando que medidas judiciais fossem tomadas mesmo sem o julgamento do processo, em função da gravidade das denúncias. 

Na noite de ontem, o presidente da Associação, Flávio Teixeira, revelou no Jornal Cidade Verde que as investigações das contas de 2009 apontam pagamento de diárias aos deputados estaduais em valor igual e até mesmo no período de recesso. O relatório do Ministério Público de Contas teria recomendado a devolução aos cofres públicos de R$ 50 milhões. A denúncia tem sido levantada pelos promotores com o intuito de forçar uma revisão no orçamento dos três poderes, sendo que o Ministério Público se queixa da falta de recursos para garantir a eficiência de suas ações. 

Na nota, o MP anexa documentos do TCE, um deles assinado pelo próprio presidente, conselheiro Kennedy Barros, atestando que nada foi enviado para a Procuradoria Geral de Justiça qualquer documento sobre a prestação de contas da Alepi, tanto de 2008 como 2009. Confirmam ainda que os processos estão pendentes de julgamento. 

O MP não faz qualquer menção na nota aos pedidos feitos pela Associação Piauiense do Ministério Público, inclusive sobre o ofício que a entidade afirma ter enviado para a procuradora geral Zélia Saraiva de Lima. 

Veja a nota do MP/PI

O Ministério Público do Estado do Piauí, diante das matérias veiculadas no Portal Cidade Verde (25/01), Portal O Dia (26/01) e do Jornal Diário do Povo (30/01) na Coluna do Jornalista Mário Rogério, vem esclarecer que até o presente momento não recebeu nenhuma comunicação do Tribunal de Contas do Estado (TCE) ou do Ministério Público de Contas do Piauí solicitando qualquer ação deste MPE em relação às contas da Assembléia Legislativa dos exercícios de 2008 e 2009, uma vez que o referido processo ainda se encontra pendente de julgamento no Tribunal de Contas Estadual, ao qual compete encaminhá-lo posteriormente a este órgão.
 
Deste modo, não procede a informação divulgada pelos mencionados veículos de comunicação, como se pode conferir nos documentos em anexo a esta nota.
 
Ressaltamos que o Ministério Público do Estado do Piauí exerce suas funções  de forma independente e imparcial, atuando em prol da defesa da ordem jurídica e social, zelando pela garantia dos direitos constitucionais, pela probidade administrativa e pela correta aplicação dos recursos públicos.
 
Deve-se destacar que tendo ciência de fatos que ensejem a sua atuação, o Ministério Público Estadual adota todas as providências a seu cargo, com transparência e responsabilidade.

Da Redação

Garota de 12 anos do PI tem filho do próprio pai; Polícia prende dois

Uma garota piauiense de 12 anos de idade se tornou mãe de um menino no Distrito Federal. O problema é que o pai da criança é o próprio pai da jovem, um homem de 34 anos. Ele nega a violência, mas a polícia se vale de exames de DNA que comprovaram a paternidade. Ele e o tio da menina foram presos acusados de abuso. 

Os abusos aconteceriam na chácara onde a família morava e o pai trabalhava há vários anos, no setor Sol Nascente, em Ceilândia/DF. A garota havia ido embora do Piauí há três anos. O motivo teria sido os maus-tratos da mãe. Os abusos teriam começado quando a jovem tinha ainda 10 anos. Primeiro, o tio. Depois, o pai, até que a gravidez surgiu. A criança nasceu há um mês.

“Há três anos, o pai a buscou, porque ela sofria maus-tratos da mãe”, relatou a delegada de proteção à crianças e ao adolescente, Valéria Martirena, durante a coletiva de imprensa da última segunda-feira (30), na qual apresentou o acusado. “Na primeira vez, aos 10 anos, ela foi molestada pelo tio, que mora na mesma chácara. (...) Ela contou que o tio tinha tentado (o estupro), não afirmou que já tinha molestado. Depois disso, o pai começou”, acrescentou a delegada. 

O caso foi denunciado pela madrasta da jovem em março de 2011 ao conselho tutelar de Ceilândia. Na época, garota disse que estava grávida de um desconhecido. Em novo depoimento, após saber que o pai tinha sido preso, ela revelou os abusos. O tio, de 38 anos, foi preso na segunda-feira, após o caso ser revelado. Ele nega ter tirado a virgindade da sobrinha quando a mesma tinha 10 anos.

A polícia coletou material genético de dois tios e do pai da jovem para exame de DNA. “O diagnóstico foi de que o autor era pai e avô da criança. (...) Ela disse que não contou porque não sabia o que seria da vida dela, já que o pai era a única pessoa que cuidava dela.” confirmou a delegada. O pai nega o crime, mesmo com o DNA. Ele será indiciado por estupro de vulnerável e pode ser condenado de 8 a 15 anos de prisão. A garota está sob a guarda da filha do dono da propriedade, que não mora no terreno.

“O conselho e o juiz da Vara da Infância vão cuidar da situação. Torcemos para que algum familiar, daqui ou do Piauí, possa abrigar essa criança e dar condições para que ela viva de forma mais tranquila a partir de agora”, completou Valéria Martirena.

Com informações do jornal Correio Braziliense
redacao@cidadeverde.com
Postar um comentário

Postagem em destaque

Motorista da Mauricéa é morto a tiros em tentativa de assalto entre Floresta e Ibimirim

Por volta das 18h desta quarta-feira (8),na PE 316,entre os municípios de Floresta e Ibimirim, no Sertão de Pernambuco,um motorista de...

Postagens populares

Tecnologia do Blogger.