Header Ads

SEJA BEM VINDOS AO NOSSO SITE! MARCOLÂNDIA EM ALERTA

Acidentes de trânsito matam 1.965 pessoas no Ceará em 2010


Números fortes que exemplificam a violência presente em todo o Brasil, e que o Ceará segue. Os números do Sistema de Informações de Mortalidade [SIM], do Ministério da Saúde, apontaram 40.610 pessoas vítimas fatais no Brasil, sendo que 25% delas, por ocorrências com motocicletas.

Em território cearense, em nove anos [de 2002 a 2010], o número de óbitos totalizou 1.965, sendo os por acidentes de motos 683, no ano passado. “Os números revelam que o país vive uma verdadeira epidemia de lesões e mortes no trânsito”, afirmou o ministro da Saúde, Alexandre Padilha. Ele observa que a Organização Mundial da Saúde [OMS] aponta que o Brasil ocupa o quinto lugar em ocorrências como essas.

STF DECIDE - “Estamos atrás apenas da Índia, China, EUA e Rússia”, completou o ministro, que, nesta quinta-feira [03], comemorou a decisão do Supremo Tribunal Federal [STF]. Por unanimidade, a Segunda Turma do STF entendeu que o motorista que dirigir alcoolizado está cometendo crime, mesmo se não causar danos a outras pessoas. “Este é um grande avanço e certamente vai contribuir para a redução das tristes estatísticas no trânsito”, reforça Padilha.

De acordo com o SIM, entre 2002 e 2010, o número total de óbitos por acidentes com transporte terrestre cresceu 24%: passou de 32.753 para 40.610 mortes. Entre as regiões, o maior percentual de aumento na quantidade de óbitos [entre 2002 e 2010] foi registrado no Norte [53%], seguido do Nordeste [48%], Centro-Oeste [22%], Sul [17%] e Sudeste [10%].

AÇÕES –O Sistema Único de Saúde conta com um conjunto de ações de promoção de saúde e prevenção e vigilância de acidentes, violências e seus fatores de risco. Para a prevenção, por exemplo, os ministérios da Saúde e das Cidades assinaram, no último mês de maio, o Pacto Nacional pela Redução dos Acidentes no Trânsito – Pacto pela Vida.

A meta é estabilizar e reduzir o número de mortes e lesões em acidentes de transporte terrestre nos próximos dez anos, como adesão ao Plano da Década de Ações para a Segurança no Trânsito 2011-2020, recomendação da Organização das Nações Unidas [ONU], com a coordenação da Organização Mundial da Saúde [OMS].

Outra iniciativa é o Projeto Vida no Trânsito, lançado em junho de 2010. O principal objetivo é reduzir lesões e óbitos no trânsito em municípios selecionados por uma comissão interministerial. Para inicio do projeto, as cidades escolhidas foram Teresina [PI], Palmas [TO], Campo Grande [MS], Belo Horizonte [MG] e Curitiba [PR].

A medida tem duas etapas. A primeira foi iniciada ano passado e se estenderá até 2012. As cidades selecionadas devem desenvolver experiências bem-sucedidas na prevenção de lesões e mortes provocadas pelo trânsito e que possam ser reproduzidas por outras cidades brasileiras.


Fonte: Portal Saúde - Via Yuri Guedes
Postar um comentário

Postagem em destaque

Casal e executado a tiros dentro de casa em Caldeirão Grande

Um casal foi executado a tiros dentro de casa na cidade de Caldeirão Grande do Piauí, distante 424 km de Teresina. A divulgação das vítimas...

Postagens populares

Tecnologia do Blogger.