Header Ads

SEJA BEM VINDOS AO NOSSO SITE! MARCOLÂNDIA EM ALERTA

Eduardo Costa se envolve em briga e agride coronel da PM

O cantor Eduardo Costa foi detido, na noite desse domingo (7), ao agredir fisicamente um coronel da PM na cidade de Sete Lagoas – MG, após se apresentar na “ExpoSete”.
 
Logo que encerrou seu show, o cantor foi ao camarim de Paula Fernandes, outra atração da noite. Ao sair do camarim, em uma passagem estreita, o cantor foi empurrado pelo segurança de Paula, que havia se desentendido com a equipe do cantor minutos antes.
 
Eduardo e o segurança começaram a trocar socos, quando outras pessoas chegaram para separar os dois. Entre essas pessoas, estava um coronel da PM, que acabou sendo agredido também pelo cantor.
 
Eduardo recebeu voz de prisão e os policiais militares o encaminharam ao posto policial montado dentro da festa. Após feito o boletim de ocorrência, o cantor foi levado à delegacia, prestou depoimento e foi liberado meia hora depois (por volta das 3h da manhã).
 
A PM não algemou o cantor, pois não julgou necessário. O boletim de ocorrência foi feito dentro de uma van em frente ao posto da polícia, para evitar tumulto com os fãs.
 
Uol

Delegados do Piauí paralisam suas atividades por 48 horas

Os delegados da Polícia Civil do Piauí iniciam nesta terça-feira (9) uma paralisação de toda a categoria pelo período de 48h. A decisão foi tomada após a realização de uma assembléia na última quarta-feira (3) que discutiu a redução no vencimento e o Plano de Cargos e Salários dos delegados, que tiveram seus vencimentos reduzidos em torno de 30%, segundo o presidente do Sindicato dos Delegados de Carreira do Piauí (Sindepol), Sebastião Alencar.
Segundo Sebastião Alencar, durante essa paralisação a categoria se reunirá na porta do Palácio de Karnak na tentativa de dialogar com o poder estadual e apresentar sua proposta, bem como receber uma contraproposta do governo. "Nós vamos para o Karnak para sermos recebidos pelo governador e para mostrar as nossas reivindicações", declarou.
O presidente também destacou que dependendo dos resultados dessa primeira intenção de dialogo, poderá haver novas paralisações e realização de protesto na secretaria de segurança e de administração do Estado. "Caso não haja entendimento, seremos obrigados a entrar em Greve", ressalta.
Apesar do governo ter dialogado com a categoria, o Sindipol afirma que há dois anos apresentou uma proposta de plano de cargos e salários para o então Governo Wellington Dias, e não receberam até hoje uma resposta. "Nós também estivemos reunido com o secretário de Governo, Wilson Brandão, e por duas vezes com o secretário de administração, Paulo Ivan. Mas, nós apresentamos nossa proposta e esperamos a contraproposta por parte do Governo e até hoje nada foi nos enviados, e estamos há dois anos com esta luta", destaca Sebastião.
A decisão do governo do Estado está amparada pelo inciso 11 do artigo 37 da Constituição Federal, onde é destacado que os vencimentos dos trabalhadores que recebem acima do salário do Governador, podem sofrer reduções. A única restrição é que não pode ser feito o corte em vantagens como hora extra, diárias ou adicionais noturnos.
Como o salário do governador é hoje de R$ 12.384, com aplicação da lei nenhum servidor pode receber além dessa quantia. Atualmente os salários dos delgados variam de R$ 8.200 a R$ 10.700, mas com os adicionais, como horas extras e adicionais, esse valor pode chegar a mais de R$ 14.000.
Mas, segundo Sebastião Alencar a redução dos salários que vem sendo realizada há dois meses vem cortando cerca de 30% dos vencimentos da categoria, sendo descontos de R$ 1.500 a R$ 2000. "Nós entramos com o mandado de segurança no Tribunal de Justiça no dia 7 de julho, por que está sendo feito é ilegal. Estão retirando adicionais noturnos, abono de férias e ate mesmo parte do 13º salário, o que é inadmissível", afirmou.
Para tentar conter esse problema, o Governo do Estado pode enviar para Assembléia Legislativa do Piauí (Alepi) a proposta de aumento de salário do governador para R$ 16 mil, mas a mesma precisa ser aprovada pelos deputados.
Condições precárias de trabalho
Ainda segundo o presidente do Sindepol, Sebastião Alencar, não só os delgados, mais os policiais estão sem condições de trabalho na capital e no interior. "Hoje, trabalhamos com condições precárias, as delegacias estão superlotadas, não tem estrutura. Há inclusive delegacias que não tem computadores nem ao menos um telefone para que a população possa ligar. Os veículos ou estão quebrados ou falta gasolina", destacou.
Nomeação dos Concursados
Mais uma pauta de reivindicação da categoria, e que o governo realiza a nomeação dos aprovados n último concurso para delegado. Segundo Sebastião, atualmente o estado tem 149 delegados de carreira, sendo 36 aposentados e ainda 24 pensionistas, número que é insuficiente visto que há mais de 220 municípios em todo o Piauí. "Precisamos de no mínimo de 50 novos delgados para suprir toda a demanda. É um absurdo que tenhamos hoje um delegado que chega a ficar encarregado de até 10 delegacias de cidades diferentes do interior", finaliza Alencar.
Fonte: portal da clube

Prefeita de São Miguel do Fidalgo é condenada a prisão e perda do mandato

Secretário de Finanças da cidade recebeu a mesma sentença
A prefeita do município de São Miguel do Fidalgo, Maria Salomé da Silva Cronemberger (PPS), foi condenada por unanimidade à perda do mandato eletivo, a sete anos de reclusão e a cinco anos e dez meses de detenção - a ser cumprida no regime semi-aberto -, pela prática de crime de responsabilidade tipificado no Artigo 1º na Lei nº 201/67 (apropriar-se de bens ou rendas públicas, ou desviá-los em proveito próprio ou alheio). Além dela, também sofreu as mesmas condenações Abel da Silva Cronemberger, secretário de Finanças da cidade.
Os dois ainda foram sentenciados ao pagamento de dez dias multas no valor de dois salários mínimos, à inabilitação, por cinco anos, para o exercício de cargo ou função pública, à suspensão dos direitos políticos e à inelegibilidade.
O processo contra os gestores públicos foi julgado na 2ª Câmara Especializada Criminal do Tribunal de Justiça do Piauí, tendo como relator o desembargador Joaquim Dias de Santana Filho, que se manifestou pela condenação de ambos os réus, tendo o voto acompanhado pelos demais integrantes da Câmara, os desembargadores Erivan José da Silva Lopes e Pedro de Alcântara da Silva Macêdo.
A ação penal originou-se na Vara de Oeiras, tendo sido impetrada pelo Ministério Público do Estado, que identificou irregularidades na realização de contratos na gestão da prefeita, com gastos considerados exorbitantes.
Não obstante a condenação a prisão, a Justiça concedeu aos acusados o direito de recorrer em liberdade, vez que os integrantes da 2ª Câmara Penal não identificaram os requisitos autorizadores da decretação da prisão preventiva.

Portal o Dia

CURRAL NOVO: Jovem de 23 anos é brutalmente espancada pelo ex-marido. Veja fotos!


Imagem: Antônio Milton

Fotos da vítima, antes e depois da agressão

A universitária Emanuela de Macedo Alves, de 23 anos, foi brutalmente espancada pelo seu ex-marido de nome Cleber de Sousa Lima, com quem teve duas filhas. O fato aconteceu na cidade de Curral Novo do Piauí, na madrugada do último domingo (07).
 
Segundo informações do Subtenente Antônio Milton, comandante da Unidade de Polícia da cidade, Cléber invadiu a residência de um primo da vítima e arrastou a vítima pelos cabelos para fora da residência, dando início às violentas agressões. O fim do casamento teria motivado a ação do ex-marido.
 
A jovem espancada de forma brutal pelo ex-marido enfurecido, que arremessou a vítima no chão, jogando a cabeça da mesma sobre o calçamento de forma contínua. O acusado ainda tentou afogar a vítima em esgoto a céu aberto.
 
Amigos da jovem tentaram impedir a ação criminosa e foram ameaçados. Somente com a informação de que a polícia havia sido acionada, o agressor parou o espancamento e fugiu num veículo.
 
A jovem Emanuela foi socorrida de ambulância para cidade de Paulistana totalmente lesionada e perdendo bastante sangue.
Postar um comentário

Postagem em destaque

Mãe e padrasto são presos suspeitos de espancar criança de 2 anos até a morte, em Goiânia

Casal registrou ocorrência dizendo que criança morreu em decorrência de acidente de moto. Porém, investigação apontou lesões de agressões...

Postagens populares

Tecnologia do Blogger.