Header Ads

SEJA BEM VINDOS AO NOSSO SITE! MARCOLÂNDIA EM ALERTA

Edir Macedo investiga se a saída de Datena não passou de golpe

Fontes do mercado dizem que Macedo não gostou nada do desgaste da Record no caso
image
A história de Datena na Record não terminou. A confusão que o âncora provocou na emissora foi tanta que o dono do canal resolveu descobrir o que realmente está acontecendo.
No Brasil há alguns meses, Edir Macedo pretende tirar a limpo toda esta história e quais os reais responsáveis por toda a encrenca.
Fontes do mercado dizem que Macedo não gostou nada do desgaste da Record na contratação e saída de Datena e, principalmente, da perda de dinheiro da emissora no trâmite.
Macedo também estaria disposto a descobrir se a passagem relâmpago do apresentador pela emissora não foi previamente armada pelo âncora. Uma tentativa de se livrar da multa contratual de R$ 18 milhões e depois voltar para a Band. Esta é uma das teorias da conspiração que pairam sobre a história.
Premeditada ou não, a saída de Datena colocou o jornalismo da Record na mira de Macedo, que não deve deixar a celeuma sem explicação.
Depois da demissão de quase 200 funcionários da Rádio Record, que virou musical e perdeu sua programação na semana passada, os cortes devem chegar ao jornalismo do canal.

Com informações do UOL

DEMITIDOS: Médico e enfermeira erram cirurgia em criança

FOI NO INTERIOR DO PI: Cirurgia na virilha foi feita no pescoço de paciente. Veja os detalhes!
O governador Wilson Martins demitiu um médico e duas enfermeiras do Hospital Chagas Rodrigues de Piripiri por terem realizado uma cirurgia erra na paciente menor de idade de iniciais F. R. C. S, no ano de 2009. A demissão da equipe foi publicada esta semana no Diário Oficial do Estado no última segunda-feira(08).
O médico efetivo Antônio Nunes Pereira e as enfermeiras prestadoras de serviço Neylyvia de Carvalho Sousa e Ieda Maria Nogueira foram demitidos pelo governador após ser confirmado através de sindicância e processo administrativo disciplinar que a equipe foi responsável pelo erro médico e negligência que levou prejuízos à saúde da menor F.R.C.S.
A paciente deu entrada no Hospital Chagas Rodrigues de Piripiri no dia 19 de novembro de 2009 para ser submetida a uma cirurgia eletiva de hérnia ingnal (região da virilha), mas a equipe não prestou a devida atenção e foi realizada uma cirurgia para retirar um nódulo na região cervical (região do pescoço).
O relatório da investigação administrativa concluiu que o erro foi provocado por ‘um autêntico descaso com a saúde humana ocorrido por pura imprudência da equipe de atendimento que se encontravam naquela ocasião cirurgiando a referida criança’.
A enfermeira Neylyvia de Carvalho também era a coordenadora de enfermagem do Hospital Chagas Rodrigues e foi determinada sua exoneração imediata do cargo.
Postar um comentário

Postagem em destaque

Motorista da Mauricéa é morto a tiros em tentativa de assalto entre Floresta e Ibimirim

Por volta das 18h desta quarta-feira (8),na PE 316,entre os municípios de Floresta e Ibimirim, no Sertão de Pernambuco,um motorista de...

Postagens populares

Tecnologia do Blogger.