Header Ads

SEJA BEM VINDOS AO NOSSO SITE! MARCOLÂNDIA EM ALERTA

Lula é aplaudido, e Collor recebe vaias no velório de Itamar Franco!

Lula, cercado de senadores, presta homenagem a Itamar Franco
Os ex-presidentes Luiz Inácio Lula da Silva e Fernando Collor de Mello tiveram recepções antagônicas, no início da tarde deste domingo, por parte da população que aguardava a abertura dos portões para o velório do ex-presidente e senador Itamar Franco (PPS-MG). Na chegada do comboio das autoridades políticas à Câmara Municipal de Juiz de Fora (MG), Lula foi aplaudido pela multidão, enquanto Collor foi recebido com vaias. Além de Lula e Collor, estão presentes ao velório de Itamar o presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), o vice-presidente da República, Michel Temer, além de ministros, senadores e deputados federais.
Foto: José Guilherme Camargo/Especial para TerraFonte: Jornal Sport News/Blog Diniz,blog araildo marcolandia




Aperto na fiscalização das licitações, cruzamento de dados dos contratos e maior transparência no repasse de verbas levam pelo menos 17 prefeitos para trás das grades

Com a prisão prestes a ser decretada, o prefeito Antônio Teixeira de Oliveira (PT), da cidade de Senador Pompeu, no sertão cearense, embarcou em um ônibus fretado junto com outros 35 acusados de participar de um esquema de corrupção no município. Depois de passar dez dias foragido e ter o pedido de habeas-corpus negado pelo Superior Tribunal de Justiça, o prefeito acabou se entregando à polícia na quinta-feira 30. Embora a tentativa de escapar da cadeia escolhida por Oliveira tenha sido inusitada, cenas de prefeitos algemados sendo conduzidos por policiais estão se tornando cada vez mais comuns no País. Apenas este ano, pelo menos 17 prefeitos foram presos, acusados de fraudar licitações e desviar recursos públicos. “Eu ainda acho pouco”, afirma Jorge Hage, ministro-chefe da Controladoria-Geral da União (CGU), o órgão encarregado de fiscalizar a aplicação de recursos federais nos municípios. Com o aprimoramento do controle, o cruzamento de dados entre diferentes instituições do governo e a maior transparência do repasse de recursos públicos, os desvios ficaram mais evidentes. O repasse de recursos da União para os municípios segue o modelo de transferências obrigatórias, previstas na Constituição - principalmente para a saúde e a educação -, e voluntárias, definidas livremente pelo governo federal. Num país com as dimensões territoriais do Brasil, o sistema tem o objetivo de democratizar as verbas públicas, mas enfrenta dificuldades. Mesmo assim, só neste ano a Polícia Federal deflagrou sete operações envolvendo prefeitos. A estimativa de valores desviados ficou em R$ 279 milhões. Em boa parte dos casos, os policiais federais trabalharam a partir de irregularidades levantadas pela CGU, cujo Programa de Fiscalização por Sorteios, criado em 2003, já fiscalizou quase 33% dos 5.564 municípios brasileiros. “Quanto mais se afasta da origem dos recursos e mais se aproxima dos municípios, mais difícil é o controle”, avalia o delegado da Polícia Federal Josélio de Souza, que coordena as operações que investigam desvios de recursos públicos em todo o País. A forma de atuação das quadrilhas é conhecida pela Polícia Federal. Tudo passa por fraudes nas licitações e por superfaturamento nos contratos. Num dos modos de saquear os cofres públicos, a iniciativa parte do fornecedor de produtos e serviços, que faz a cooptação com o prefeito e depois divide o dinheiro desviado. No outro modelo criminoso, o próprio prefeito exige que o prestador de serviço fixe um sobrepreço. Na fraude à concorrência pública, o mais comum é o conluio entre empresas, para obrigar a prefeitura a comprar o produto por um preço acima do mercado. Há também situações de acordo entre todas as partes envolvidas. Com a descentralização das verbas, os órgãos de controle público esperavam que houvesse um maior controle dos recursos por parte da própria sociedade. A ideia era que, reunidos em conselhos, pais de alunos, por exemplo, denunciassem a falta de merenda escolar e a baixa qualidade de carteiras e de material didático. “A expectativa otimista, e até romântica, de que os conselhos locais dessem conta de evitar os desvios se mostrou um equívoco”, afirma o ministro-chefe da CGU. Na prática, a maior transparência na distribuição dos recursos dificulta a vida dos prefeitos corruptos, mas não impede os desvios. Para aprimorar as ferramentas de controle e investigação, a própria Polícia Federal precisaria criar uma unidade especializada apenas nesse tipo de crime. Atualmente, as fraudes contra a administração pública são investigadas pela Coordenação-Geral de Polícia Fazendária, que apura muitos outros crimes, como contrabando e sonegação fiscal. Outro entrave no combate aos desvios é o fato de os processos não culminarem na devolução do dinheiro desviado. “Como prevalece a presunção da inocência, os réus têm tantas possibilidades de recursos que os processos não caminham para a condenação final”, reclama o ministro-chefe da CGU. O delegado Souza concorda: “Se não há punição, outras pessoas se sentem encorajadas a praticar o mesmo crime. Há a percepção de que o Estado não está presente.” A boa notícia é que, na terça-feira 28, a presidente Dilma Rousseff assinou um decreto essencial para a fiscalização. Agora, todas as transferências obrigatórias por lei - caso do SUS e da merenda escolar - só poderão ser movimentadas em contas específicas, por meio eletrônico, mediante crédito na conta do fornecer ou prestador de serviço. “Acabou o saque na boca do caixa”, comemora o ministro-chefe da CGU. Ao mesmo tempo, a presidente prorrogou por 90 dias o decreto de liberação dos restos a pagar de 2009. São recursos de obras que já estavam contratadas, mas havia faltado dinheiro para a execução. Com a medida, os prefeitos ganham mais R$ 3 bilhões para fazer pequenas obras nos municípios. E os auditores e policiais, mais objetos de investigação.

Fonte: Isto É Independente/Blog de Alvinho Patriota/Blog Diniz K-9/Marcolândia em Foco


Acidente mata médico veterinário na BR 316 em Picos. Veja fotos!!

O motorista Francisco de Assis teve apenas escoriações leves pelo corpo
Um acidente grave ocorrido por volta das 16: h30min da tarde deste sábado na BR 316, km 300, a altura do Povoado Fátima do Piauí, deixou uma pessoa morta, pois se trata do médico veterinário paulista, Rafael dos Santos Massaro, 28 anos que estava prestando serviços para uma empresa agropecuária no Piauí e em Arco Verde no Pernambuco.

O acidente aconteceu quando o veículo Peugeot 207 Passion de cor preta, Placas: PFP: 6406 de Recife-PE, conduzido por Francisco de Assis Lisboa, natural de Recife-PE, vinha trazendo de Teresina o médico veterinário com destina a cidade pernambucana, e ao tentar fazer uma ultrapassagem de uma moto, perdeu o controle do veículo que bateu no meio fio e capotou ficando com os pneus para cima.

O motorista Francisco de Assis teve apenas escoriações leves pelo corpo, já Rafael devido da altura de aproximadamente 1,90 metros bateu a cabeça no teto do carro e morreu no local.

Segundo informou o delegado auxiliar, Abelardo Oliveira, o motorista do Peugeot disse que quando ia fazendo a ultrapassagem o motoqueiro que seguia na sua frente entrou de uma vez para uma estrada de chão fazendo com este tivesse que desviar bruscamente perdendo o controle do veículo e causando o capotamento do mesmo.


Logo em seguida, o Samu foi acionado para socorrer as vítimas do acidente, mas ao chegar ao local Rafael já havia falecido, apenas Francisco de Assis foi levado para o Hospital Regional Justino Luz onde foi atendido e liberado em seguida para prestar depoimento na Central de Flagrantes.

O corpo do veterinário está sendo velado em uma funerária de Picos aguardando a família que já foi informada do acontecido para fazer o traslado para São Paulo onde o mesmo residia.




 Fonte: Com informações e fotos do Agoraed.com
Postar um comentário

Postagem em destaque

Motorista da Mauricéa é morto a tiros em tentativa de assalto entre Floresta e Ibimirim

Por volta das 18h desta quarta-feira (8),na PE 316,entre os municípios de Floresta e Ibimirim, no Sertão de Pernambuco,um motorista de...

Postagens populares

Tecnologia do Blogger.