Header Ads

SEJA BEM VINDOS AO NOSSO SITE! MARCOLÂNDIA EM ALERTA

Falta de delegado Polícia Militar de Marcolândia percorre 1.000 km para autuar traficantes

A carência de delegados no interior do Estado causou mais um grande problema, desta vez em Marcolândia, a 450 km de Teresina. Para poder autuar em flagrante três traficantes presos, a Polícia Militar precisou percorrer quase 1.000 quilômetros e ficou mais de 22 horas de uma cidade a outra até conseguir concluir o procedimento policial. A cidade possui quase 8 mil habitantes, fica na divisa com Pernambuco e não possui delegado, embora esteja localizada numa região por onde passa grande parte das drogas que chega ao Piauí.
 
A PM prendeu em flagrante Miriam de Carvalho, Edeni de Carvalho e Manoel Vandarilo de Sousa e os conduziu para Picos. Nesta cidade, os delegados se recusaram a lavrar o flagrante porque a delegacia regional que abrange Marcolândia era a de Paulistana, para onde o preso foi levado em seguida e, finalmente, foi lavrado o procedimento.
 
Uma semana depois, o juiz de Marcolândia pediu a conclusão do inquérito e o delegado de Paulistana disse que não era mais competente, pois de acordo com uma nova reestruturação da Secretaria de Segurança, a delegacia de Fronteiras ficou responsável por Marcolândia. Os autos do inquérito foram para Fronteiras, no entanto o delegado designado para Fronteiras ainda não havia tomado posse e tudo foi encaminhado de volta para Paulistana
 
Além da desorganização, perde-se tempo e combustível para tantos deslocamentos. As estradas na região de Marcolândia são praticamente intrafegáveis. Enquanto um preso é levado até uma cidade vizinha para que seja lavrado um procedimento, a cidade fica totalmente desprotegida, pois o efetivo de policiais militares é muito pequeno.
 
A Secretaria de Segurança decidiu desativar muitas delegacias porque o Governo do Estado alega não ter condições de convocar todos os delegados aprovados no concurso público realizado em 2009. Todos os candidatos aprovados foram devidamente treinados na Academia de Polícia Civil, mas até agora foram nomeados 37 delegados. Ainda restam mais de 40 aguardando nomeação.
 
Se todos estes fossem nomeados, mais de 100 municípios ainda ficariam sem delegado. O Piauí é dos estados com menor número de delegados no país. Para complicar, a maior parte dos delegados existentes está concentrada na capital, deixando o interior totalmente desamparado da autoridade que é fundamental para a segurança de qualquer cidade.
 
Atualmente, cidades importantes estão sem delegados. São exemplos dessa situação os municípios de Esperantina, José de Freitas, Luiz Correia, Demerval Lobão, Miguel Alves, São Miguel do Tapuio, Porto, Curimatá, Caracol, Guadalupe, Ipiranga, Simplício Mendes, entre outras.
Postar um comentário

Postagem em destaque

Marcelo Rezende morre aos 65 anos em São Paulo

Apresentador do "Cidade Alerta" lutava contra um câncer desde abril O jornalista Marcelo Rezende morreu neste sábado (1...

Postagens populares

Tecnologia do Blogger.